Monthly Archives: December 2007

Cansei!*

A Internet dá um monte de trabalho pra quem gosta de música. Deleite e inferno pra indústria fonográfica, é incomparável a facilidade em conhecer bandas novas.
É inferno pra nós garimpeiros também. Assinando um punhado de blogs, o volume de coisas pra baixar e conhecer, atuais e antigas, é assustador. Estou há semanas baixando coisas de uma lista que só aumenta e a colheita aleatória tem sido fraca. Vou parar por um bom tempo, voltar às origens e ouvir 100% de música que gosto.
Em tempos de shows clássicos, talvez pela última oportunidade, posto aqui Jethro Tull de 1971, Maria vesga (dá pra imaginar uma banda brasileira qualquer de hoje em dia com esse nome).

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Aliás, depois de ler duas críticas desfavoráveis ao show do Police, um brother que esteve in loco disse que foi o melhor show de todos que já viu na vida.
Tem links pra áudio e vídeo dos shows do Police e do Led Zeppelin rodando pela net. Ainda vou avaliar.

* Será que eu ganho muitas visitas com esse título ridículo?

por helil

Fw: Fw: Fw: Cc: Re:

Eu adoro e-mail. Dar um toque em velhos amigos, que ficaram ou foram pra longe, “regar a plantinha” e tal; trabalhar (bem mais fácil com os gringos), evitando gastar dinheiro e alegria pelo telefone. Mas tem aqueles e-mails pentelhos que você vai receber uma vez por mês de desocupados variados. Um dos campeões é o da lista gigante de troços dos anos oitenta. E dá-lhe magaiver, boneca não-sei-o-quê etc. Tenho algumas lembranças dos anos oitenta, e antes que elas se esvaneçam em fumaça, sigo a regra, mas sem encher a caixa de ninguém:
– Aula de Educação Moral e Cívica (que não funciona), Organização Social e Política do Brasil e Educação Para o Trabalho (idens);
– Foto do Figueiredo na primeira página dos livros escolares;
– Delfim, Maluf, Abi Ackel, Cesar Cals, Ernane Galvêas, Bob Fields, Passarinho no Jornal Nacional e meu pai imprecando;
– Tentar ajustar o horizontal da TV;
– Plantão pra gravar cassete com música do Chico Buarque na FM;
– LP com faixas riscadas pela censura;
– Cartazes de fugitivos políticos no poste em frente à lotérica;
– Ouvir disco do Juca Chaves, proibido para menores de 18.
– Ver o “alvará” dos filmes no cinema antes da projeção, assinado pela Solange Hernandes (aquilo parecia um cheque vagabundo);
– Ver o adesivo (ou colante) “oPTei” em carros fodidos;
– Ver o prefeito nomeado de Santos desfilar num jipe militar no sete de setembro;
– Revista Veja subversiva;
– E por ai vai.